Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Trabalhador – entenda quais as medidas necessárias na prevenção do Coronavírus.

Nos últimos dias você deve ter ouvido falar sobre o vírus que está se espalhando rapidamente pelo mundo: o novo Coronavírus, ou SARS-CoV-2. Os Coronavírus são, na verdade, um grupo composto por diversos vírus similares, que causam infecções respiratórias, ocasionando doenças como resfriados leves ou pneumonia.

Em dezembro de 2019, na China, diversos pacientes foram atendidos com infecções respiratórias. Após mapear as infecções, os médicos e cientistas notaram a presença de um vírus ainda não identificado, nomeado agora de SARS-CoV-2, especificamente, provoca uma doença chamada COVID-19. O rápido aumento no número de casos relacionados a esse vírus mobilizou organizações internacionais e a comunidade científica na busca por respostas.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em menos de três meses, até o momento, já foram confirmados cerca de 80.000 casos e mais de 2.700 vítimas fatais. Mesmo com diversas medidas de conter a epidemia, o coronavírus está se alastrando rapidamente por todos os continentes, e, infelizmente já chegou ao Brasil.

Na manhã do dia 26 de fevereiro, após a realização do exame de contraprova realizado pelo Instituto Adolfo Lutz , o Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso em território brasileiro. O homem de 61 anos, que mora na capital paulista, foi detectado com a Covid-2019 após retornar da Itália, onde passou cerca de 12 dias. Na Itália, até o momento, foram registrados 528 casos confirmados e 14 vítimas fatais.

Para atendimento rápido e isolamento do paciente, é importante que todos fiquem atentos aos sintomas da doença e também aos sinais de alerta, emitidos pela OMS. A principal orientação da Agencia Nacional de Saúde (ANS) é para que não haja pânico entre a população, pois ainda não temos um surto da doença no Brasil, embora isso não diminua a necessidade do estado de alerta.

Identificar os sintomas e procurar orientações médicas, é fundamental para o início do tratamento e possível cura. Os sintomas são semelhantes aos de um resfriado e os pacientes têm apresentado febre, coriza, tosse e dificuldades para respirar.

Ainda não existe tratamento específico para essa infecção, mas é recomendado repouso e o consumo de muita água. Em casos em que o paciente apresenta mal estar intenso, é recomendado o uso de medicamentos para dor e febre, sempre sob prescrição médica.

A principal recomendação da ANS é lavar as mãos com a maior frequência possível e principalmente após tossir ou espirrar. Sempre que estiver em locais públicos como banheiros ou restaurantes, a indicação é manter as mão higienizadas com álcool em gel. O SARS-CoV-2 é transmitido por gotículas de saliva ou catarro, que se espalham pelo ambiente e tem capacidade de permanecerem vivos por mais tempo, aumentando a possibilidade de contagio.

De maneira geral, as recomendações para a prevenção de infecções respiratórias comuns são as mesmas para a prevenção do SARS-CoV-2:
– Evitar lugares com grande circulação de pessoas;
– Evitar contato com pessoas que estejam gripadas, resfriadas ou com outras infecções respiratórias virais;
– Após tossir, espirrar ou transitar em locais públicos, evitar levar as mãos aos olhos, nariz e boca.

O ministério da Saúde Brasileiro, a OMS e a ANS recomendam que não haja pânico entre a população, pois já passamos por outras epidemias de infecções respiratórias, até mesmo mais graves. O importante agora é seguir as recomendações dos órgãos oficiais de saúde e principalmente, ao notar qualquer sintoma, procure um médico.

Para saber outras informações out tirar dúvidas, todas essas informações estão disponíveis em:

http://www.ans.gov.br/aans/noticias-ans/consumidor/5344-coronavirus-confira-informacoes-e-saiba-como-se-prevenir

https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019

https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/coronavirus

http://www.saude.sp.gov.br/resources/cve-centro-de-vigilancia-epidemiologica/areas-de-vigilancia/doencas-de-transmissao-respiratoria/coronavirus.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.